Dicas para se proteger na internet em 2020

Publicado por: samurai_bash
em 10/07/2020 às 12:53:45

Dicas para se proteger na internet em 2020 

Estamos lidando com a “era da informação”, onde a mesma, vale mais que petróleo. Por isso, é de suma importância, mitigar alguns meios necessários para se manter cada vez mais seguro na rede. Entre bits e bits de dados trafegados de maneira autônoma, não há como saber até onde seus dados estão sendo direcionados, ou quem têm acesso à eles. Os famosos crackers, ultilizam de falhas muitas vezes  humanas, como a engenharia social, tendo phisings, sistemas de bruteforce e demais meios. As próximas dicas podem ajudar o leitor, neste meio global de internet: 

1. VPN

As VPN’s, Virtual Private Networks, têm como sua base, modificar os meios do tráfego na sua rede,  onde seu ip, até então, conectado a internet, fica “aberto”, ou seja, desta forma é fácil a identificação do mesmo. Ao colocar uma VPN, isso muda de figura, onde há um mascaramento do ip, passando por uma demasia de protolocos, criptografando os dados, e tornando-os mais difíceis de serem acessados. Existem ótimos serviços de VPN, valendo salientar que, não garantem 100% do anonimato. Deixo como exemplo a OpenVPN, de código aberto, e também, a SoftEther vpn project, da Universidade de  Tsukuba, Japão. Nela há uma vasta lista de VPN’s pelo mundo, na qual desejar conectar. 

2. Rede TOR

A rede TOR, The Onion Router, têm a sua maior fama, pela famigerada “deep web”.  A rede TOR, funciona em camadas, igual uma cebola, por isso o nome Onion. A rede funciona em “nós”, onde cada nó, executa um meio de transferir os dados, e assim por diante, até chegar ao destino. 
No site do TOR Browser, pode ser encontrado como fazer o download, e configurar. Vale dizer que, usar um serviço de VPN + TOR Browser, funciona ainda melhor na hora de garantir um anonimato. 

3. Proxys

Proxys são servidores que “intermediam” a conexão entre o usuário e o destino final, desta forma, age como filtro de tais informações, e por fim, repassando-nas para o destino. Isso também, abre brechas para ataques de MITM, ou, ataques de homem do meio. Proxy é uma faca de dois gumes, levando à um bem comum ou malefício.
Há também os Web Proxys, que garantem o ofuscamento do IP na internet, como no caso da proxychains (Linux), que usa os nós da tede TOR, ou de outros endereços de proxy, para mascarar o acesso.

4. Noções Básicas

Com noções básicas, também é a melhor alternativa para segurança, já que 99% das falhas, é humana. Saber quais sites está acessando, se os mesmos garantem os certificados de cabeçalhos, HTTPS, gerir de forma controlada, as informações valiosas, como cartões, indentidade e afins. Links que desconfiar da legitimidade, serem reportados ou mitigados pelos meios reais, onde eles se passam, garante o não tropeço em cenários de phishing

Compartilhe essa notícia:
www.whitehats.com.br - Todos os direitos reservados
Subir